Jovem troca vida acadêmica pelo sonho de empreender e passa a vender pães no interior de SP: 'Encontrei um propósito'

  • 16/06/2024
(Foto: Reprodução)
Após oito anos dedicados aos estudos e mestrado, Júlia Fraga deixou para trás o mundo das pesquisas e criou uma padaria artesanal em Atibaia (SP). Jovem troca vida acadêmica pelo sonho de empreender e passa a vender pães no interior de SP: 'Encontrei um propósito'. Arquivo pessoal Do mundo acadêmico para a gastronomia. Esse é o resumo da história da Júlia Fraga que, após oito anos se dedicando à vida acadêmica, resolveu encarar um novo desafio com o marido: empreender e abrir uma padaria artesanal autoral na cidade de Atibaia, no interior de São Paulo. Formada em Letras pela Universidade Federal de Viçosa, Júlia atuou como aluna e estagiária no mundo acadêmico por alguns anos -- um universo onde, segundo ela, conseguiu sentir a pressão dos estudos e da cobrança que é a pesquisa. Nesse tempo, chegou a concluir o mestrado em Literatura e Cultura pela Universidade Federal da Bahia. ✅ Clique aqui para seguir o canal do g1 Vale do Paraíba e região no WhatsApp A paixão desde sempre pela gastronomia ganhou uma pitada ainda maior quando Júlia conheceu o marido, que é padeiro. Em 2022, eles se mudaram para Atibaia e decidiram abrir algo próprio. "Nós nos mudamos para Atibaia com a ideia de abrirmos uma coisinha nossa. Começamos com massas artesanais em feiras da cidade, mas não deu muito certo", relembra. Foi então que Júlia e o marido resolveram abrir uma padaria artesanal, no Centro de Atibaia. Foram meses elaborando o plano de negócios, enquanto o casal conciliava o sonho de empreender com os outros trabalhos: ela com o mundo acadêmico e ele com o trabalho de consultor de panificação e freelancer em restaurantes da cidade. Júlia e o marido são os fundadores da Aura, padaria artesanal em Atibaia, SP Arquivo pessoal "Eu ainda estava fazendo meu mestrado e dando aulas. Tive que fazer a escolha de finalizar meus estudos e fazer minha transição de carreira para poder me dedicar melhor ao que estava me fazendo bem e me dando mais senso de propósito", descreveu Júlia. Segundo ela, o sonho da padaria começou a sair do papel e teve o incentivo de familiares e amigos. A inauguração aconteceu em março de 2023. A conciliação no começo, contudo, foi difícil. "Conciliar foi muito difícil. Eu dava aulas em período integral em uma escola da cidade, escrevia a dissertação entre meus horários de almoço e ainda ajudava nas vendas da padaria nos fins de semana. Tive que sair da escola, focar algumas semanas quase integralmente aos estudos e balancear o tempo que passava na padaria para poder conseguir finalizar a dissertação", contou. O projeto começou a dar certo e Júlia teve que se especializar ainda mais -- desta vez, no empreendedorismo e na gastronomia: foram cursos de barista com cafés especiais e cursos de gestão. Hoje a padaria funciona de quarta a domingo e, segundo Júlia, é uma padaria "diferentona", por trabalhar com pães de fermentação natural e folhados, além de utilizar produtos da estação e produtos de horta própria. A ideia do empreendimento é utilizar técnicas internacionais com produtos brasileiros, além do café especial, do Sul de Minas, para lembrar suas origens. Jovem troca vida acadêmica pelo sonho de empreender e passa a vender pães Atualmente, Júlia trabalha na operação e atendimento da padaria quase o dia todo, além das conversas com clientes e fornecedores pós-expediente. A carga horária substituiu a média de 6 a 8 horas que ela se dedicava estudando e escrevendo. A qualidade de vida, no entanto, melhorou. "Tem sido melhor para mim, como pessoa que encontrou um propósito que se alinha com meus valores e interesses. Mas também é cansativo: na padaria são várias horas trabalhando, às vezes tendo desafios com clientes mais difíceis e todo o pacote de burocracia e planilhas que vêm com abrir um negócio. Mas, mesmo com as dificuldades, sinto que vale a pena porque consigo construir algo palpável para mim, para a minha família e comunidade. Partilhar a comida com afeto é um ato que se alinha muito mais com meus ideais, diferentemente do que eu sentia com a vida acadêmica". Para o futuro, apesar de afirmar que o mundo acadêmico ainda faz parte de seu dia a dia, Júlia revelou que o foco será a gastronomia. "Acredito que meu foco será mais na gastronomia mesmo, talvez até mesmo através de alguns estudos e pesquisas sobre alimentos e bebidas. Acho que tive meu momento de estudos nas Letras que me foi muito valioso, aprendi muito a ler e analisar melhor, produzir textos mais bacanas e ver o mundo sob outra ótica, mas é a gastronomia que acende aquela chama de se perseguir", finalizou. Padaria oferece produtos artesanais no interior de SP Arquivo pessoal Jovem troca vida acadêmica pelo sonho de empreender e passa a vender pães no interior de SP: 'Encontrei um propósito'. Arquivo pessoal Júlia Fraga trocou os livros pelo sonho de empreender e abriu uma padaria artesanal em Atibaia, SP Arquivo pessoal Veja mais notícias do Vale do Paraíba e região bragantina

FONTE: https://g1.globo.com/sp/vale-do-paraiba-regiao/noticia/2024/06/16/jovem-troca-vida-academica-pelo-sonho-de-empreender-e-passa-a-vender-paes-no-interior-de-sp-encontrei-um-proposito.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Top 10

top1
1. Deus Proverá

Gabriela Gomes

top2
2. Algo Novo

Kemuel, Lukas Agustinho

top3
3. Aquieta Minh'alma

Ministério Zoe

top4
4. A Casa É Sua

Casa Worship

top5
5. Ninguém explica Deus

Preto No Branco

top6
6. Deus de Promessas

Davi Sacer

top7
7. Caminho no Deserto

Soraya Moraes

top8
8.

Midian Lima

top9
9. Lugar Secreto

Gabriela Rocha

top10
10. A Vitória Chegou

Aurelina Dourado


Anunciantes